domingo, setembro 23, 2012

Incrível o primeiro bloqueio de um rio no Brasil

No Brasil de hoje acontece de tudo. Invasão de propriedades rurais, destruição de lavoura, bloqueios de estradas e ruas, apropriação temporária de prédios públicos, privados e corrupção pesada. Já vi as grandes potências bloquearam áreas marítimas, mas o bloqueio da navegabilidade de um rio no Brasil é a primeira vez.  Veja a matéria que li no Jornal O Impacto de Santarém já resumida.  Com o apoio de "entidades contrárias à construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte" (ONG) no Pará, cerca de 70 pescadores montaram acampamento desde a última segunda-feira (17/09/2012) em uma ilha próxima ao Sítio Pimental, uma das frentes de obra do empreendimento. Na quarta-feira (19/09/2012), o grupo bloqueou com suas canoas o rio e  interrompeu o transporte marítimo em um trecho do Rio Xingu, o que levou a área jurídica do Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM) a acionar a Justiça, 1ª Vara Cível de Altamira. Um oficial de Justiça, acompanhado pela Força Nacional, foi ao local e retirou os pescadores. O sr Jackson Luiz Nogueira Diniz representante da Colônia dos Pescadores Z-57 apresentou as seguintes revindicações: A mudança da colônia para uma área próxima ao lago que será construído, com a barragem; estímulo a mercados para a venda de pescados, além de indenizações e compensações.  

2 comentários:

Edson Campos E Silva disse...

marisa.caruso@allmedhosp.com.br
24 set (1 dia atrás)
Responder Para mim
Edson, bom dia!
sou a favor do progresso, mas contra a destruição pura e simples pela ganância.
Nosso país privilegiado por Deus e bonito por natureza, não precisa construir mais uma hidrelétrica neste porte neste momento.
precisamos de outras obras de infra estrutura básica como estradas, portos, aeroportos, pontes, e outras tantas outras obras como escolas, creches, encostas, desassoreamento que poderão garantir a gana das construtoras ainda por bom tempo.
Belo Monte é um canteiro de minérios que a exemplo de outros na Bahia estarão sendo explorados à margem da legalidade sobre o disfarce de uma obra que não é tão premente neste momento.
energias renováveis, estão sendo pensadas e imaginadas a cada dia. o que serão dos países sem água para gerar energia, vão parar ?? não usarão outras tecnologias eficientes e que mesmo assim, conseguem ser mais barata que as nossas mesmo com Mao de obra e tecnologia mais complexa.sou a favor de uma país mais coerente e acho que não podemos desmotivar este processo contra Belo Monte.
visto o que fizeram e estão fazendo com o São Francisco onde participei de diversas reuniões no período que a excessão do governo ,empreiteiras e a pressão Ciro Gomes para por a mão no dindim, todos eram contra desde os empresários das frutas, os ribeirinhos e toda a comunidade do entorno.
como não deu certo e não conseguiam convencer ninguem, passaram a pagar em troca de apoio. Não quero isto para o meu país.
abraços
Marisa

Edson Campos E Silva disse...

para marisa.caruso

Marisa, não sei de onde você tirou que o Brasil não precisa desta hidrelétrica com urgência. A bem pouco tempo atrás sofremos um apagão que parou o país exatamente porque o sr FHC não tinha a mínima ideia de nossa capacidade energética, nem da demanda. Bastou uma estiagem para sofremos um prejuízo incalculável econômico e ecológico tendo que importar em caráter de urgência usinas com motores diesel caríssimas que foram montadas em todos os estados brasileiros inclusive Pernambuco. Também montaram usinas termoelétricas que com a volta das chuvas tiveram que ficar inoperante. Mesmo assim até hoje pagamos energia mais cara mesmo tendo oferta da hidrelétrica mais barata. Do lado ecológico posso te garantir que motores diesel e termoelétricas são muito mais poluente do que hidrelétrica. Energia renováveis e alternativas como eólica são complementares. A não ser que apareça um mágico, elas não tem condição de suprir nossa demanda a curto e médio prazo. Devem ser intensificada sua implantação para diminuir a necessidade de hidrelétricas no futuro.
Escrevi diversos artigos sobre este assunto. Alguns estão no meu blog Causos e Fatos link camposesilva.blogspot.com, com dados oficiais de nossa demanda, quanto precisaremos de energia nos próximos anos, potência das fontes eólica, custo da fonte solar etc...etc...etc Dê uma bicorada lá.Por favor leia meu blog e coloque sua opinião e/ou de amigos sobre este assunto, pois é da discussão sadia que nasce a luz. Eu participei da construção de Tucuruí, Itaparica, Xingó e faço parte de três grupos de debates que volta e meia o assunto é Belo Monte, os estudos desta usina foi iniciado em 1975, é que causa menos impacto ambiental "no mundo ".
Um abraço