sábado, junho 27, 2015

ALTAMIRA PALACE HOTEL

Treze engenheiros da Universidade Federal do Pará, turma 1971, visitaram a hidrelétrica de Belo Monte e ficaram hospedados no PALACE HOTEL em Altamira. Pra nossa supresa fomos recebidos pela proprietária do Hotel, uma linda morena pernambucana chamada CLAUDIANA, que do aeroporto nos levou para almoçar em uma boa churrascaria. Após o almoço fomos levados para o hotel onde ficamos alojados em apartamentos com cama dupla, frigo bar, TV, água quente etc. 
Mas o apoio de nossa cicerone CLAUDIANA continuou. A noite nos levou para um jantar na residência do casal prefeito de Altamira RUTH e DOMINGOS JUVENIL, e em todos os almoços e jantares. EU RECOMENDO O PALACE HOTEL ALTAMIRA. 








quinta-feira, junho 25, 2015

TRANSAMAZÔNICA E SANTARÉM CUIABÁ, 40 ANOS DEPOIS

AQUI VOU EU TRANSAMAZÔNICA. Meu primeiro emprego foi como engenheiro de mecânico de campo para dar cobertura as máquinas Caterpillar vendidas pela Citreq, revendedor Caterpillar, para o Oitavo Batalhão de Engenharia de Construção ( 8o. BEC ) construindo a Santarém-Cuiabá e vários empreiteiros construindo a Transamazônica. O lado bom é que iria morar ou passar os fins de semana na minha querida Santarém. Hoje 21/06/2015, 40 anos depois, embarquei em uma confortável van em Altamira fui pela Transamazônica 370 km até Rurópolis no encontro com a Santarém Cuiabá e depois pela Santarém-Cuiabá mais 220 km até Santarém. A Santarém Cuiabá e a Transamazônica trouxeram grandes progressos para a região. Elas não foram asfaltadas porque naquela época o Brasil dependia de empréstimos externos (BID). Pressões das ONGs estrangeiras bloquearam os empréstimos externos que foram usados no sudeste em metrôs, estradas e pontes. O argumento de que AS OBRAS NA AMAZÔNIA IRIAM LIGAR O NADA AO COISA ALGUMA, ENQUANTO NO SUDESTE IRIAM BENEFICIAR MILHÕES DE PESSOAS. Eu sempre defendi que para ser ter alguma coisa temos que partir do nada. Bem saímos as 7:00 da manha e chegamos a Santarém as 17:00 com uma hora de almoço. Logo 600 km em 10 horas mostra que a estrada não está tão ruim com dizem. Na implantação da estrada diversas famílias do sul e sudeste foram assentadas em lotes e hoje são prósperos fazendeiros e agricultores ( cacau . Dois deles viajaram co0migo na van. Um deles proprietário da van, ia com sua filha que estuda medicina. Infelizmente a Usina Abraham Linconl que a Caterpillar ajudou a implantar administrar pelo governo faliu.
As vans são confortáveis e se tendo sorte  encontra-se uma boa companhia para um bate papo. Eu encontrei uma professora que mora na cidade de Uruará, estuda via internet e faz as provas em Altamira. Pensei em alguns estudantes que tem a escola onde moram e ficam coçando o saco. Acabou a moleza e o asfalto cuidado para não errar a entrada da ponte.
   


Como a van não tem toalete, graças a Deus, pois quando tem é um cheiro horrível, ele faz pequenas paradas para aliviar a crise. Uma maior para almoço. Assim chegamos na Santarém Cuiabá cujos 220 km estão quase que totalmente asfaltado e com máquinas do 8o. BEC terminando os trechos.
   





                  

TAM, VOO JJ3099, SANTARÉM BRASÍLIA

Eu tenho paixão por voar. Se não fosse minha labirintite, talvez ao invés de engenheiro mecânico da Caterpillar eu seria piloto de jato. Já tenho registradas 7. 924 horas de voo como passageiro. Bem nunca saberei qual seria profissionamente a melhor profissão, pois nunca podemos comparar algo que não fomos. Mas que tenho querosene de aviação e sangue amarelo nas veias isso tenho. Hoje 24/06/2015 fiz um voo de minha querida Santarém para Brasília, no Voo TAM JJ 3099.

Tudo começou com o excelente atendimento da equipe de check-in do aeroporto Maestro Wilson Fonseca em Santarém 
Decolamos no Airbus A320 prefixo PR-MYH sob a responsabilidade do comandante Renato Luis, co-piloto Matheus Gontijo, comissários Rodrigo Carlos, Ane Nascimento, Daniely Folster e Marcela Rosa que demonstraram profissionalismo e amor a profissão pois estavam trabalhando com um sorriso nos lábios. A tripulação escreveu no meu Flight Logbook, a seguinte mensagem: ¨ Caro amigo Edson, é sempre um enorme prazer ter uma pessoa tão dedicada, atenciosa e carinhosa como você a bordo de uma de nossas aeronavels. Parabéns pela simpatia, educação e atenção que você tem com toda nossa equipe. Obrigado pela preferência e também pelo seu blog. Desejamos um grande abraço e ótimos voos, sempre. TRIPULAÇÃO JJ3099.  

Para completar o voo sentados juntos quatro mocorongos da velha e nova guarda falando sobre Santarém. A senhora Eleonora Sadeck, que conhece minha família mais do que eu, do tempo em que morávamos em frente as Macambiras, o Dr Roberto Sousa, filho do meu colega dr Roberto Bode de Oriximiná e o sr Aldo Sampaio.
A ESSA EXCELENTE TRIPULAÇÃO UM GRANDE ABRAÇO E MEUS CUMPRIMENTOS PELO ATENDIMENTO  





terça-feira, junho 23, 2015

BELO MONTE, REDENÇÃO ENERGÉTICA DO BRASIL


Dia 19/06/2015, uma turma da Escola de Engenharia Federal do Pará turma 1971, que faço parte, fez uma visita as obras de Belo Monte onde está sendo construída a famosa hidrelétrica de Belo Monte, na rodovia Transamazônica próximo aos municípios de Altamira e Vitória do Xingu. Participaram do evento 12 engenheiros: André Nunes (convidado), Benedito Vasconcellos, Carlindo Lins, Eduardo Tuma, Eli Oliveira de Oliveira Braga, João Nildo Vianna, José Alfredo, Milton Assunção, Nilo Sérgio Siso, Paulo Amorim, Telmo Oliveira, Waldemiro Gomes e Edson Campos E Silva. 
















A UHE Belo Monte é formada por dois Sítios. O Sitio Belo Monte com 18 turbinas, tipo Francis, que produzirão 11 mil MW de potência instalada e o sítio  Pimental com seis turbinas tipo Bulbo, que produzirão 236 MW de potência instalada. 
O valor da obra é de aproximadamente R$ 26 bilhões.



A boa nova é que a primeira turbina Bulbo começará a funcionar em Outubro de 2015 e as demais sucessivamente. Tivemos a felicidade de ver um D8K iniciado o fechamento do rio Xingu para o desvio das águas para as ensecadeiras onde estão as turbinas e outras abrindo a barragem para que cheguem lá. 






Fomos fidalgamente recebidos pela diretoria da Norte Energia que colocou o Antônio Moura, da diretoria de relações institucional para nos acompanhar. 
MEIO AMBIENTE : O potencial inicial de Belo Monte seria de 21 mil MW, o dobro da instalada atualmente de aproximadamente 11 mil MW ou seja no projeto antigo teríamos energia para 60 milhões de brasileiros. Com a redução teremos energia para aproximadamente 30 milhões de brasileiros. Esta redução foi em função do projeto ter sido mudado para FIO DE ÁGUA onde todo o fluxo de água do rio Xingu passa pelas turbinas não formando o lago e assim não inundando as terras indígenas.
BELO MONTE É CONSIDERADO A USINA MAIS ECOLÓGICA DO MUNDO. Agradecemos a todo o pessoal da NORTE ENERGIA pelo carinho e dedicação em nossa visita. 
  

sábado, junho 20, 2015

BELO MONTE, ENGENHEIROS 1971, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

 A Turma de Engenheiros 1971 da Universidade Federal do Pará realizou um encontro técnico em Altamira - Pará. Todos engenheiros experimentados e bem sucedidos. Este encontro culminou com a visita ao canteiro de obras da Usina Hidrelétrica (UHE) de Belo Monte. Graças a Deus, após tanta celeuma ela já se encontra na fase final de construção. Milhares de operários estão lutando para terminar esta grande obra, orgulho da engenharia brasileira, referência no mundo quanto ao cuidado com o meio ambiente. É a solução a curto prazo  para o problema energético brasileiro. Vou dividir esta reportagem em duas partes. A primeira mostrando o lado social em Altamira e  a próxima, a técnica, mostrando a obra em Belo Monte.

Domingos Juvenil, é engenheiro da  nossa turma 71 e atual prefeito do município de Altamira. Junto com  Ruth sua esposa nos recepcionaram com uma extrema fidalguia e carinho, em sua residência em uma noite memorável, onde além de comidas regionais tivemos um excelente cantor para alegrar a noite. Digno de registro foi o apoio que tivemos da linda pernambucana Claudiana proprietária do Palace Hotel onde ficamos hospedado.










Em primeiro lugar fizemos uma prece por todos colegas que já passaram para o mundo espiritual e um brinde para nossos santos também.


Após isso houve uma sessão de Piadas, Causos e Fatos relembrando nossos tempos de faculdade.


Participaram do grupo: André Nunes (convidado), Benedito Vasconcellos, Carlindo Lins, Eduardo Tuma, Eli Oliveira de Oliveira Braga, João Nildo Vianna, José Alfredo, Milton Assunção, Nilo Sérgio Siso, Paulo Amorim, Telmo Oliveira, Waldemiro Gomes e Edson Campos E Silva.

Encontro sem imprensa não tem sentido. Comunicação é a arte do sucesso.
Agradecemos a todos por esses momentos felizes de descontração.    




segunda-feira, junho 15, 2015

DENGUE, EXÉRCITO BRASILEIRO E VIGILÂNCIA AMBIENTAL

Tem algumas pessoas que por suas razões não gostam dos militares. Agora quando existe uma catástrofe como enchentes de rios, seca no sertão, epidemias nacionais, segurança publica e outras
 quem chega lá é o exército brasileiro. Hoje no parque dos coqueiros lá estavam eles junto com  Vigilância Ambiental DSVI no combate a dengue. Parabéns ao Exército Brasileiro e a Vigilância Ambiental. 
 

quinta-feira, junho 04, 2015

TAM VOO JJ3449, BELÉM BRASÍLIA, BIANCA CAROLINE, CHECK-IN EM BELÉM

Dia 03/06/2015, voamos de Belém para Brasília no Airbus A320 da TAM. Chegamos no aeroporto duas horas da madrugada e o aeroporto estava vazio. No check-in, fomos muito bem atendidos por uma competente e simpática profissional chamada BIANCA CAROLINE, que escreveu no meu Flight Logbook a seguinte mensagem: ¨ São pessoas com coração e humor do senhor Raimundo Edson que fazem nosso trabalho valer a pena. Além da adrenalina e da responsabilidade de transportar pessoas pelo ar encontramos conforto no sorriso de passageiros satisfeitos com nosso serviço. É disso que precisamos. Amor ao próximo ¨.

Decolamos no Airbus A320, prefixo prefixo PR-MHY sob a responsabilidade do experimentado comandante Luis Antônio, co-piloto Claudeney Gonçalves comissários Carolina Falleiros, Gustavo Lopes, Denise Reis e Monike Hoffmann. Fizemos um excelente voo em Céu de Brigadeiro ( CAVOK ) e pousamos no horário. A essa tripulação meus agradecimentos e espero encontrá-los nos próximos voos.