quarta-feira, janeiro 09, 2013

Energia Limpa eólica, jogada fora em Caetité e Guanambi (BA)

O governo brasileiro tem que jogar duro com as ONGs estrangeiras e suas subsidiárias nacionais principalmente quanto ao setor energético que é um ponto de segurança nacional. Estamos enfrentando uma estiagem violenta com possibilidade de racionamento e os pseudos ecologista continuam atrasando após conseguirem diminuir em 40 % a capacidade de geração de Belo Monte numa tentativa de inviabilizarem economicamente o projeto.
Agora em Caetité e Guanambi (BA) o maior complexo eólico da América Latina de energia limpa inaugurado ano passado com a presença de personalidades políticas não pode funcionar por falta das linhas de transmissão, devido falta da  "LICENÇA AMBIENTAL". Assim vamos usar energia térmica mais cara e poluente do que a hidrelétrica e eólica e ainda pagar R$ 370 milhões para as empresas geradoras por esta energia que não está sendo usada. O ministro Edison Lobão justificou que o atraso é devido problema ambiental, mas nada justifica esse absurdo.

2 comentários:

José Bonifácio Borges e Silva disse...

Caríssimo, dê uma força aí que a ideia é boa:

Tivemos a iniciativa da petição pública abaixo, buscando incentivos dos governos no subsídio e/ou financiamento ao consumidor final, de equipamentos de captação de energia limpa (eólica, fotovoltaica etc). A ANEEL, através da Resolução nº 482/2012, a qual "Estabelece as condições gerais para o acesso de microgeração e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica, o sistema de compensação de energia elétrica, e dá outras providências",

No entanto, tal resolução não prevê em momento algum, incentivos para a instalação dos equipamentos, ou seja, para usar do sistema, gerando energia e reduzindo a sobrecarga do sistema elétrico, as pessoas (físicas e jurídicas) tem de arcar do seu próprio bolso.

Assim, a petição carrega essa intenção: de que o Governo subsidie e/ou financie sem juros e a longo prazo os equipamentos, o que poderá mudar o futuro do nosso país.

Assine a petição, encaminhe o e-mail aos seus contatos, publique nas redes sociais; logo teremos uma infinidade de assinaturas que chegarão às mãos das autoridades, mostrando a nossa vontade e o nosso interesse.


http://www.avaaz.org/po/petition/Financiamento_de_equipamentos_de_captacao_de_energia_solar_eolica_fotovoltaica_etc/

Edson Campos E Silva disse...

Ok Bonifácio. Parabéns. Vou mandar para umas mil pessoas via e-mail