domingo, abril 05, 2015

PAIXÃO DE CRISTO E PAIXÃO POLÍTICA

Fui ao teatro de Nova Jerusalém em Fazenda Nova Pernambuco assistir a Paixão de Cristo. Impressionante como naquela época os políticos romanos, sacerdotes e povo hebreu se pareciam com os nossos políticos   e até com nosso povo. Nos noves palcos, iniciaram com o Sermão da Montanha.
Cristo recomendou uma atenção especial para com os pobres. Como a plateia era de maioria de hebreus pobres, foi aplaudido. Assim caminharam e foram a Jerusalém aclamando o novo rei. Apesar de não pintarem a cara, foram com ramos de árvores verdes.
Cristo entrou em Jerusalém montado em um burrico, hoje nome usado para elogiar os eleitores dos candidatos que não gostamos. Bem bastou que os sumos sacerdotes hebreus vissem sua autoridade ameaçada para usarem seu prestígio junto ao rei, a Herodes e a Pilatos para pedir a morte de Jesus.

Ai os caras pintadas deixaram Jesus entregues a sua própria sorte e até pediram sua crucificação. Jesus fez sua última ceia e um de seus discípulos da base aliada chamado Judas mudou de partido por 30 dinheiros. Coisa normal em Brasília. Pilatos pressionado pelos sacerdotes ainda tentou trocar Jesus por Barabas que era de outro partido, mas o medo de perder o cargo fez crucificar Jesus.
Mas como a verdade sempre vence, Jesus ressuscitou e seus discípulos semi-analfabetos fizeram a maior revolução que o mundo conheceu.  Assim vi Caifás, Pilatos, Herodes, Judas, o povo hebreu etc, usando das mesmas artimanhas comum no Brasil.

2 comentários:

Anônimo disse...

Caro Edson,sei que este blog é recreativo para você,mas suas post, no face tá fazendo eu acessar mnos ele.Abraço Josa

Edson Campos E Silva disse...

Realmente Josa acho que vou postar no blog e compartilhar no Face