quinta-feira, agosto 08, 2013

EDUCAÇÃO PARA O CRIME

  1. Muitas pessoas ficam perplexas com o que está acontecendo no Brasil e no mundo em termos de violência não só com adolescente como também com as crianças. Umas das causas na minha opinião, está dentro dos lares, digo casas, e nos parquinhos de diversões atuais. O pai dá um Play Station ou leva o menino de quatro anos para os parquinhos, e ele se diverte matando com fuzil ou metradora os seus inimigos. Tem a turma que luta em dupla. Me protege ... me protege... mata esse FDP da direita. ra...ta..ta...ta. matei...matei o FDP SIFU.

8 comentários:

Anônimo disse...

Itamar Colimodio Esteves, Piracicaba São Paulo

Edson Campos E Silva, não faltou nada no seu texto. Eu o endosso sem remover ou adicionar sequer uma vírgula. Meus parabéns.

Anônimo disse...

Wilton Campos, Santarém Para

Tio Edson Campos E Silva, pura verdade. Lá em casa os únicos jogos que jogamos são de futebol e esportes em geral(volei, tênis de mesa e quadra, basquete, golfe, etc). Não precisamos desses jogos de violência para nos divertir.

Edson Campos E Silva disse...

Nazaré Silva, Belém Pará.

É assim mesmo que está acontecendo, atualmente. Criança e adolescentes adorando vampiros, passando o dia "brincando" com Playstation, fazendo o tema de aniversários com caveiras e o resultado é a triste realidade.

Anônimo disse...

José Rogério Gomes, Karlskrona Suécia

Colocou muito bem Edson!!

Anônimo disse...

Nancy Mescolotti, Piracicaba SP

tô contigo. !!!!

Anônimo disse...

MTNOS CALIL, SÃO PAULO SP

Prezado Edson.
Permita-me cumprimentá-lo por este feito literário: Na minha opinião esta é a melhor frase que você já publicou na sua carreira de jornalista virtual:

EDUCAÇÃO PARA O CRIME.
Estou enviando-a para a psicóloga Elza Pádua, uma brasileira que escreveu um livro INOVADOR mas que os profissionais da área "psi", imagino eu, preferem ignorar pois se existe a "Esquizofrenia Social", (título do livro), ela não poupa inclusive os cientistas e profissionais das chamadas ciências humanas. Um dos exemplos da loucura social que atingiu a área "psi" é o "psiquiatrismo". [para a nossa sorte conceitual, um ex-presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria, de cujo nome me olvidei, fez uma critica arrasadora à mania dos psiquiatras de inventarem "doenças" (comportamentais) para tudo que os humanos fazem que foge às normas do bom comportamento (cf. entrevista dada por ele à Revista Veja, cerca de 10 anos atrás)]

Mas os psicólgos não ficam muito atrás, pois conseguiram se organizar em cerca de 400 ou mais correntes de psicologia. Eis portanto a esquizofrenia sócio-cultural cientifica tomando conta até das profissões cuja função é (ou era?) psicoterápico.

A sua frase me sugeriu a idéia de que a humanidade está sendo governada por forças inconscientes e incontroláveis, que estão mobilizando nossos instintos selvagens, já que muitos pais e outros "agentes sociais" não sabem que estão educando seus filhos para o crime.

A superpopulação é um dos fatores da onda de agressividade que vai varrendo o planeta nos países onde não existem guerras declaradas (no Brasil vemos o "simulacro" da guerra civil entre policiais e bandidos).

A mídia está contribuindo de forma importante para acelerar o processo regressivo que marca esta etapa da história da humanidade. (esperamos que não seja a última etapa...).

O crime social (não previsto em nosso Código Penal), cometido pela midia com a ajuda essencial do IBOPE (como as emissoras de TV iriam faturar sem ter à mão os indices de audiência?) é baseado nesta fórmula surpreendentemente simples:

a) As emissoras inventam programas que supostamente atendam ao (mau) gosto da massa de telespectadores. Se é massa, não pode ter bom gosto, né?
b) O Ibope entrevista os telespectadores para saber que tipo de "baixaria emocional" eles preferem. Como todos sabem, os programas de maior audiência são aqueles que melhor atendem ao nosso "apetite emocional" . Lembro que este "mundo emocional" é doido por natureza, pois dá ao homem a condição de sentir prazer até com a própria dor (masoquismo). Ontem eu saí do dentista com uma terrível dor de dente que só veio a passar duas horas depois. Foram duas horas de vã tentativa para eu sentir algum prazer. Esse experimento cientifico me leva a crer que os masoquistas não sentem prazer em qualquer dor...

Imagine agora se a Rede Globo fizesse novelas baseadas na mais perfeita harmonia familiar: em pouco tempo iria à falência.

A única forma de acabar com a "educação infantil para o crime" seria reeducar os educadores. (e também os diretores das escolas e reitores de universidade que vivem fechados em seu mundo inconsciente narcisicamente apelidado de "acadêmico"). Nem o Estado eles podem culpar, porque muitos deles são sustentados pelo próprio Estado.

Se você achou minhas colocações escatológicas (ou apocalípticas) meu argumento de defesa é o seguinte:

A HUMANIDADE ESTÁ CAMINHANDO PARA A BEIRA DO PRECIPÍCIO SENDO QUE É NECESSÁRIO PARA EVITAR A CATÁSTROFE FINAL, CONSCIENTIZÁ-LA A RESPEITO;
nunca na história da humanidade o pessimismo foi tão salutar.

Abraços
Mtnos Calil

Anônimo disse...

Observações muito importantes, os pais acabm não enxergando por esse lado que depende também dessa orientação nos lares para que tenhamos menos violências. Parabéns Ailton Mizukawa (Churr. Poncho Verde - SP)

Edson Campos E Silva disse...

OBRIGADO AÍLTON HOJE VOU ESCREVER A RESPEITO DA CHURRASCARIA